Mesmo com domingo ruim, Onze Motorsports tem saldo positivo em Goiânia.  
 

 
 

 
 

 
 

Fotos: Eduardo Petroni

 
 

Acidente com Salas e problema mecânico com Nonô quebraram sequência vitoriosa da equipe paulista.

 
  O resultado da segunda corrida da quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Marcas definitivamente não correspondeu ao atual momento da equipe Onze Motorsports. Vinda de duas poles e três vitórias consecutivas – a última conquistada ontem, e com direito a dobradinha no pódio -, neste domingo a equipe teve muitos revezes.

Partindo das posições 7 e 8 no grid, pela inversão de posições em relação ao resultado da corrida 1, os pilotos Nonô Figueiredo e Guilherme Salas optaram por uma largada conservadora, tentando evitar os frequentes acidentes na primeira volta. Assim, os pilotos perderam posições, caindo para 10º e 11º lugares.

Mas já na primeira volta Salas foi tocado e seu carro projetado contra o de Nonô, que saiu da pista e perdeu mais algumas posições. Salas começou, então, a impor o ritmo da prova. Marcou a melhor passagem com o tempo de 1:33.176 e veio escalando o pelotão, realizando ultrapassagens e ganhando posições ao desviar de diversos acidentes.

Um deles, entretanto, envolveu o próprio Salas, que bateu lateralmente com Cesar Bonilha em uma disputa de posição. Bonilha abandonou a prova com a suspensão quebrada, e pelo critério de reciprocidade utilizado pelos comissários desportivos, Salas foi retirado da prova.

"Eu já havia levado um toque e estava sem visão pelo retorvisor. Achei que já estava totalmente à frente do Bonilha, e poderia fazer minha tomada. Mas o bico do carro dele ainda estava ao meu lado e tocou em minha roda traseira. É claro que não foi intencional, mas acabei prejudicando ele, então tenho que aceitar a punição", lamentou o jundiaiense.

Nonô continuou na prova e, também em bom ritmo, já ocupava a quinta colocação quando o motor do carro começou a falhar. O piloto perdeu muito ritmo e, consequentemente, posições. Ainda assim levou o carro #11 até a bandeirada, completando em oitavo.

Mesmo com tantos problemas no domingo, a equipe sai de Goiânia melhor do que chegou, em virtude dos bons resultados na corrida de sábado. Nonô chegou à capital goiana na 9ª posição na tabela de pontos, e agora é o 5º, com 96 pontos. Salas tinha a 10º colocação no campeonato, e sai de Goiânia em 8º, com 89 pontos.

"São situações de corrida. Fomos felizes ontem, e hoje não conseguimos bons resultados. Mas tudo é importante como aprendizado e vamos analisar os acontecimentos para entender como evoluir usando esse aprendizado", concluiu Nonô.

Veja os 10 primeiros na classificação (extraoficial) do campeonato, após 10 corridas:

1) Vitor Meira – 149
2) Vicente Orige – 127
3) Gustavo Martins – 122
4) Thiago Marques – 103
5) Nonô Figueiredo – 96
6) Cesar Bonilha – 94
7) Daniel Kaefer – 90
8) Guilherme Salas – 89
9) Rubens Barrichello – 87
10) Gabriel Casagrande – 86